COPA E SÃO JOÃO É GARANTIA DE ECONOMIA E ANIMAÇÃO, NA LOJA PARCEIRA MERCANTIL ESTRELA!

COPA E SÃO JOÃO É GARANTIA DE ECONOMIA E ANIMAÇÃO, NA LOJA PARCEIRA MERCANTIL ESTRELA!

SEJA UM DE NOSSOS SEGUIDORES

quarta-feira, 17 de janeiro de 2018

MINISTÉRIO PÚBLICO FEDERAL PEDE 78 ANOS DE PRISÃO PARA HENRIQUE EDUARDO ALVES; EX-DEPUTADO É ACUSADO DE CORRUPÇÃO E LAVAGEM DE DINHEIRO.


Em alegações finais no âmbito da ação penal derivada da operação Sépsis, que investiga desvios no fundo de investimentos do FI-FGTS, o Ministério Público Federal (MPF) pediu à Justiça que os ex-presidentes da Câmara Eduardo Cunha (MDB) e Henrique Eduardo Alves (MDB) sejam condenados, respectivamente, a penas de 386 anos e de 78 anos de prisão. 

De acordo com a acusação (Veja AQUI), Cunha cometeu os crimes de corrupção passiva e ativa, lavagem de dinheiro e prevaricação. Henrique Alves, por sua vez, responde por corrupção passiva e lavagem de dinheiro.

Além dos dois ex-parlamentares, que já estão presos, são réus no processo o ex-vice-presidente da Caixa, Fabio Cleto, o corretor Lúcio Bolonha Funaro e seu funcionário Alexandre Margotto. Os três assinaram acordos de delação premiada e, portanto, os procuradores sugerem o cumprimento das penas estipuladas nas negociações.

As alegações finais são a última etapa do processo antes das sentença. Esse caso tramita na 10.ª Vara Federal em Brasília sob titularidade do juiz Vallisney de Souza Oliveira.

Ainda por conta dos supostos prejuízos causados pela corrupção, os procuradores pedem uma multa de R$ 13,7 milhões para Cunha e R$ 3,2 milhões para Alves.

*Política Pauferrense.

Nenhum comentário:

Postar um comentário